Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD

A LGPD estabelece diretrizes importantes e obrigatórias para a coleta,processamento e armazenamento de dados pessoais. Foi inspirada na GDR(General Data Protection Regulation), que entrou em vigência em 2018 naUnião Europeia, trazendo grandes impactos para empresas e consumidores. No Brasil, a LGPD entrou em vigor em 2020, com o objetivo de garantir a privacidade dos brasileiros, além de evitar entraves comerciais com outros países.

A Martini Advogados possui profissionais especializados para adequar a sua empresa à LGPD. Principais serviços oferecidos:

  • Elaboração de avisos e políticas de privacidade personalizadas;
  • Elaboração de termos de uso de sites
  • Elaboração e revisão de contratos para adequação à LGPD;
  • Elaboração de termos de confidencialidade e sigilo para funcionários e colaboradores;
  • Elaboração e revisão de termos de consentimento;
  • Treinamentos de equipe;
  • Mapeamento de fluxos de dados pessoais e análises de riscos;
  • Consultoria para análise de situações especifica;
  • Serviços como encarregado externo (“DPO as a service”).

 

Tem interesse?
Fale com a gente!

Se você precisa de auxílio em assuntos legais, a Martini Advogados tem o serviço ideal para lhe ajudar. Fale com a gente em nossos canais de contato.

Entre em contato

Uma equipe qualificada para melhor lhe atender.

Conheca nossos profissionais

Confira nosso blog.

  • Você já entende as regras para nomear sua micro ou pequena empresa?

    Você já entende as regras para nomear sua micro ou pequena empresa?

    7 de fevereiro de 2024 - Por: Gabrielle Tesser Gugel,

    Notícias
  • É possível doação desigual de pais para filhos?

    É possível doação desigual de pais para filhos?

    1 de fevereiro de 2024 - Por: Andréa Aldrovandi,

    Notícias
  • CRÉDITOS DE CARBONO: UM MERCADO PROMISSOR

    CRÉDITOS DE CARBONO: UM MERCADO PROMISSOR

    23 de janeiro de 2024 - Por: Fábio Fernando Martini,

    Notícias
  • Imóvel em copropriedade com os filhos impede o reconhecimento de direito real de habitação do viúvo/viúva

    Imóvel em copropriedade com os filhos impede o reconhecimento de direito real de habitação do viúvo/viúva

    17 de janeiro de 2024 - Por: Andréa Aldrovandi,

    Notícias
Mais postagens

Assine nossa Newsletter